terça-feira, 27 de junho de 2017

Produtos úteis

Este é o nosso novo género de lojas favorito :)


Produtos que fomos comprando ao longo dos anos e que têm sido muito úteis:

Também temos andarilho sem rodas, mas não é tão prático.

Usamos mais como cadeira de rodas do que como bacio.

Para quando custa mais à Avó ir à casa-de-banho. Colocamos sempre um saco do lixo para ser mais fácil limpar.


Com quatro pés dá bastante mais segurança.

Alteador de sanita.

Bidé para sanita.

Estrutura metálica de tirar e pôr que mandámos colocar frente à sanita. Foi essencial para o Avô, na recuperação após ter partido a perna, e agora está a ser essencial também para a Avó.

Cadeirão reclinável.

Mesa de suporte para quando a Avó quer ficar sentada na cama.


quarta-feira, 21 de junho de 2017

Recuperação da Avó

Cerca de uma semana depois de a Avó ter regressado a casa, a sua evolução tem deixado todos muito surpreendidos. Ainda que tenha sido um AVC isquémico (conhecido como mini-AVC), os seus 97 anos faziam temer um difícil processo de recuperação.

Nos primeiros dias, ainda tinha algumas visões, com as quais aprendemos a rir, o que levava a Avó a também entrar na brincadeira e a sentir-se mais tranquila: "eu vejo, mas sei que não estão cá".

[Avó com o cotovelo a bater no ar]: "olha, aquela mulher já está aqui outra vez, a ver se lhe acerto!"

Nunca precisou de terapia da fala porque recuperou, perfeitamente, da afasia e da disartria.

Por vezes, pensamos que está a ter alguma dificuldade de compreensão ou com perda de memória, mas depois percebemos que estava apenas a ouvir mal (o que já acontecia)!

Em pouco tempo, recomeçou a comer sozinha, sem nunca ter problemas de deglutição, e a conseguir pegar nos objetos.

A visão ainda está um pouco afectada, mas notamos que já consegue ver melhor.

Perdeu alguma da (já pouca) força muscular, mas ainda consegue andar, com a ajuda do andarilho.

Para nós, tem sido muito bom sentir que, acima de tudo, a recuperação da parte mental está praticamente a 100% e que mantém, na maior parte do tempo, o bom-humor e a força de vontade que sempre lhe conhecemos.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

A Avó já está em casa!


Exames e análises estão bons, está consciente e colaborante, com discurso normal.
Até aqui, estava dependente nas atividades da vida diária (AVD), mas agora, em casa, já começámos a testar a sua autonomia: já vai comendo sozinha e já caminha com ajuda do andarilho (tal como antes).

Lemos-lhe todas as vossas mensagens e ela agradece, de forma muito sentida. E acrescentou "são pessoas muito educadas"! :)

Muito obrigada a todos pelo apoio!

domingo, 11 de junho de 2017

Ponto de situação

Avó e netas agradecem todas as orações, apoio e energia positiva enviados.
A Avó continua internada, mas está a recuperar bem.
A cabecita está quase tão fresca quanto antes!

Agora é dar tempo e esperar que assim continue.

Muito obrigada!

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Modo off

A Avó teve um AVC (isquémico) e está internada, sob vigilância.
Temos passado o máximo de tempo possível com ela e acreditamos que já estamos a sentir algumas melhorias, mas podem ser os nossos corações de netas a falar mais alto.

A Avó pedir-vos-ia orações.
Nós apenas agradecemos o vosso apoio e carinho virtuais.

Esperamos regressar com boas notícias.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Designações

Gostamos da forma como o Centro de Apoio Domiciliário se refere às pessoas responsáveis pelo utente/cliente (neste caso, nós!): "pessoa significativa".


domingo, 28 de maio de 2017

Avós dos outros - "Uma vida no coração"

Bastou-nos ler esta apresentação para querermos partilhar a história no nosso blog:

"Foi a infância cercada pelas avós e todas as lembranças e ensinamentos deixadas por elas que inspiraram a Julieta Lima a escrever “Uma vida no coração”.
Ela conta a história de Augusto, um menino de 9 anos, que precisa lidar com a morte da avó, que morava com ele e os pais, cuidava do neto todos os dias e ensinava a ele tudo o que sabia."


Facebook "Associação Educore"

Neste momento, decorre uma campanha de financiamento coletivo para viabilizar a publicação da obra: http://infanciar.org.br/.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Aquele momento em que concordamos com o Trump....

...a propósito da sua mais recente entrevista, à Reuters: também achámos que ia ser mais fácil!


Fomos às compras, à nossa loja favorita na vila, para começarmos (literalmente nós) uma nova fase de remodelações. Quando vamos a sair, ouvimos "as mulheres de hoje em dia são um espetáculo"! :)


Em breve, mostraremos as obras/remodelações que temos andado a fazer na Casa Azul.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Do nosso Instagram

@netasdacasaazul


Lenço da Avó usado por nós!


O bolo de anos do nosso sobrinho-do-coração: o bolo da laranja inteira, que tem de ser feito por nós! Decoração especial com formas em forma de lego.


Boas recordações de Castelo Branco: uma das obras mais bonitas de Manuel Cargaleiro.


A nossa cidade do coração - Coimbra - e um amigo talentoso dá nisto!


A mesa da Páscoa deste ano.


Vamos lá ver se daqui por uns tempos temos limas!

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Recordações de uma infância feliz

"Podes ficar com a caixa, já comi a melhor parte!"


Na cozinha da Casa Azul, início dos anos 80.

domingo, 23 de abril de 2017

Avós dos outros

Uma família decorou a igreja onde se realizou o funeral da avó, com 100 mantas feitas pela senhora:


Este blog também comenta a cena "hygge"

Nunca poderíamos adotar esse estilo de vida porque quando olhamos para determinadas coisas temos tão boas recordações que não nos conseguimos desfazer delas! E temos a sorte de ter espaço para as guardar!

Fomos guardando peças da Playmobil/Lego, que eram nossas e dos nossos primos e andavam espalhadas pela Casa Azul e, agora, continuam a ser usadas pelas crianças que nos visitam, incluindo os bisnetos que dão continuidade às brincadeiras dos seus pais!


segunda-feira, 10 de abril de 2017

Corte Primavera-Verão

A Avó está pronta para os dias quentes!

                                                       ANTES                            DEPOIS

sexta-feira, 17 de março de 2017

Do nosso instagram

@netasdacasaazul

Sermos turistas numa das nossas cidades e descobrir sítios tão simpáticos Zeca Aveiro! E com os segundos melhores chás (o primeiro é o chá da avó!) Glory Tea!

 Noite dos Óscares é sinónimo de serão, por isso há que preparar reforços!

 
A Neta Mais Nova fez serão por causa dos Óscares, o serão da Avó foi a ver o "Preço Certo Especial 3000"!

A nossa mãe fez 65 anos e nós fizemos o seu bolo favorito: bolo da laranja inteira

Fomos ao funeral de um grande amigo do avô (e da família) e, sem combinarmos, cada uma levou o avô simbolicamente consigo.....

segunda-feira, 13 de março de 2017

Qualquer semelhança com baby blogs é pura..... realidade!

A Avó andava a dormir mal por ter tosse, por isso (a par da medicação que estava a tomar) decidimos experimentar uma dica que ouvimos algumas vezes: colocar uma cebola na mesinha de cabeceira.


Logo na primeira noite dormiu sem tossir! A partir daí, fez questão de ter, na sua mesinha-de-cabeceira, as suas santinhas e, também, uma cebola.
Quando falámos a alguns amigos desta solução, a maior parte já conhecia por fazer o mesmo..... com os filhos!

domingo, 5 de março de 2017

Avós dos outros

A Rafaela partilhou connosco uma música do Samuel Úria, dedicada ao seu avô:


A música, em particular, a letra é tão bonita:

Um coração hospitaleiro
Deve ser aberto
E a grande cicatriz no peito
É de homem inteiro.
Teve na boca a Palavra,
Nas mãos calçadeira,
Que andar junto aos pés do homem é coisa cimeira.

Foi assim Armelim.
Ainda que estranho, era o nome de um homem honrado.
Armelim não tem fim
Que há nomes tão fortes que a morte só leva emprestado.

Severo quando ser severo
É ser-se acertado.
Tão recto que um fio de prumo 
fica embaraçado.
Deu aos seus braços a forma de quem abriga;
Deu o seu lugar a todos menos à fadiga.
Vestiu os pés de toda a vila,
Mas vestiu também o chão
Com essas grandes pegadas do seu coração. 

Foi assim Armelim.
Ainda que estranho, era o nome de um homem honrado.
Armelim não teve fim
Que há nomes tão fortes que a morte só leva emprestado.

Só tinha um sobrenome mas bem o dizia
Quando alguém lhe perguntava a quem ele servia.
Chegou-me esse nome por sangue materno,
Mas também pela opção
De ir pelas mesmas pegadas que aquele coração.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Óscares 2017 - balanço

A avó da Emma Stone deu uma festa para, juntamente com os vizinhos, verem a cerimónia dos óscares. E deu resultado!



Reportagem com os avós do realizador de La La Land, Damien Chazelle. Aos 13 anos, Damien já escrevia guiões que lia, na integra e em voz alta, para o avô. 
No discurso de agradecimento agradeceu à família, mas não agradeceu aos avós (não nos escapou!).



Vemos a cerimónia toda sempre à espera que alguém fale nos avós! Este ano, isso aconteceu apenas no primeiro óscar a ser entregue, o de melhor ator secundário a Mahershala Ali:


domingo, 26 de fevereiro de 2017

Este blog também comenta os óscares

Todos os anos, por esta altura, relembramos celebridades que, em diversos eventos, se fizeram acompanhar pelos avós:

2016
2015
2014

Em noite de Óscares, partilhamos mais algumas histórias.

Em 2015, Ariana Grande foi com a avó aos American Music Awards


A avó de Ariana Grande também já foi assistir a um concerto da neta, mas parece que não ficou grande fã...

http://mag.sapo.pt/showbiz/artigos/video-da-avo-aborrecida-de-ariana-grande-torna-se-viral

Testemunhos de celebridades que falam sobre a importância dos avós nas suas vidas:


E mais um artigo sobre várias celebridades com avós/avôs:

http://www.mtv.co.uk/spring-break-with-grandad/news/12-celebrities-whose-grandparents-are-their-bffs

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Do nosso instagram

@netasdacasaazul

Os primos de Lisboa não conseguiram vir passar o Natal connosco, fizemos um almoço de Natal improvisado, em janeiro!

 Lemon curd - receita da Chef Express e queques de lemon curd da Joana Macieira.

Amor é.... a forma orgulhosa com que o nosso pai usa os trabalhos que a nossa mãe lhe faz! 

O nosso chef preferido!

Começaram por ser apenas bolachas em forma de coração, mas logo se tornaram numa conversa sobre corações partidos, corações apertados, corações grandes e generosos, corações com pacemakers/bypass....

A melhor revista de fotografia ou quando os amigos dos nossos amigos são muito talentosos: Fuji X Passion

 Casa Azul: entre a serra e o mar

Estarmos a falar do Centro Comunitário da Gafanha do Carmo, num dos sítios que temos em comum, e, de repente, lermos a notícia da morte do Sr. Alfredo deixou-nos de coração partido. A alegria que sentimos em cada novidade por eles apresentada é proporcional à tristeza que fica sempre que algum deles parte. 

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Avó em modo irónico

Uma vez ouvimos um político a falar e dissemos "Este sabe o que diz."
A Avó respondeu logo:

Pois, pra que diabo andou a estudar? Pra burro?

sábado, 11 de fevereiro de 2017

As quadras da Avó - Alentejo

Um destes dia, a Avó lembrou-se desta quadra:

Despedi-me do Alentejo
Olhei para trás chorando
Alentejo da minha alma
Que tão longe me vais ficando.

Um beijinho para os alentejanos que nos lêem!

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Este blog também dá dicas DIY

Sempre que possível, tentamos oferecer prendas feitas por nós.
Este Natal, para os nossos primos mais pequenos decidimos fazer livros de adivinhas!

Escolhemos este modelo de livro, muito fácil de fazer: https://vimeo.com/29489228;
Pesquisámos e seleccionámos algumas adivinhas;
Imprimimos, recortámos e colámos com fita-cola, com diferentes motivos;
Inventámos uma classificação, de acordo com o número de respostas certas;
Na contra-capa colocámos, com velcro, uma imagem que, no verso, tinha as soluções.


Foi uma prenda inter-geracional que colocou toda a família a pensar, a recordar e a partilhar respostas!